O Marketing da matilha

Tendemos a seguir a multidão e não, não é por modinha. Conforta-nos a posição de “ter mais alguém fazendo isso” e nos dá a sensação de pertencimento saber que faço parte da “discussão que circula todo o mundo”. Seguir a maioria nos ajuda a diminuir a incerteza e ansiedade, pois se todos estão tomando a mesma decisão, certamente ela é a melhor. Sabemos que não necessariamente é o que acontece, mas é sem dúvida o que nos conforta.

E o ‘Like’ é o atual líder da matilha. Isso é o que mostra uma pesquisa feita pelo MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts). Eles queriam ‘matar’ a seguinte curiosidade: uma coisa é popular porque é boa ou é boa porque é popular?

Para obter tal resposta, eles usaram como fonte de pesquisa um site (não divulgado), durante 5 meses, onde os leitores podiam comentar sobre artigos e também “curtir” ou “reprovar” cada comentário. Cada comentário recebia dos pesquisadores do grupo-controle um “curtir” ou “reprovar” de maneira arbitrária. Para refletir a tendência dos usuários do site, a maioria das respostas arbitrárias foi positiva.

Como resultado, a primeira pessoa que lia o comentário tinha 32% mais chance de aprová-lo se o texto já tivesse recebido um elogio artificial dos pesquisadores.

Ao longo do tempo, os comentários que tinham uma aprovação “falsa” tiveram notas 25% mais altas do que aqueles do grupo-controle –cada comentário recebeu uma nota calculada pela subtração de comentários negativos dos positivos.

O experimento de Solomon Asch é um bom exemplo de que seguir a maioria nos conforta. Um candidato e alguns atores são colocados em uma sala e orientados a dizer quais linhas em um papel possuem o mesmo tamanho. Os atores sempre dão a mesma resposta e ela está errada. Para se sentir confortável, o participante, mesmo sabendo que está errado, concorda com os demais.

httpv://www.youtube.com/watch?v=Ijop2hvPNFE

Para sites de venda a utilização de listas de desejos, de popularidade, depoimentos, análises e recomendações, são ferramentas que auxiliam o usuário a escolher melhor, pois todas as opiniões que estão ali, auxiliam a diminuir as incertezas.

Fica a dica! 😉

Arte, tecnologia e sociedade: arte sobre os novos tempos

A ideia veio do site Ideia Fixa, mas nunca é demais compartilhar a arte.

Olha que demais esses pôsteres que refletem “o sufoco” e a transformação social trazida pelo Facebook e pelas outras redes sociais em nosso cotidiano!

pawelkuczynski1

Pawel Kuczynski nasceu em 1976 em Szczecin, na Polônia. E para quem acha que arte tem que estar munida de significado, ele é um prato cheio.

pawelkuczynski6

Da prisão domiciliar do Facebook, passando pelas guerras, comunismo e alcoolismo. Kuczynski sintetiza em suas ilustrações várias ideias e críticas a socidade e aos novos tempos.

pawelkuczynski3

pawelkuczynski5

pawelkuczynski7

pawelkuczynski8

pawelkuczynski9

pawelkuczynski10

pawelkuczynski11

pawelkuczynski12

pawelkuczynski14

pawelkuczynski2

pawelkuczynski13

pawelkuczynski4

Kuczynski já ganhou mais de 102 prêmios dedicados à ilustração.