Redes a serviço do social

O Twitter anunciou esta semana, que vai ajudar usuários com alertas especiais de agências do governo e auxiliá-las durante desastres naturais.

Usuários que se cadastrarem vão receber notificações em seus smartphones por meio do aplicativo do Twitter bem como mensagens de texto (SMS) – considerando que eles entregariam seus números de celulares – de qualquer uma das dezenas de agências do governo que aderiram ao programa.

A Agência Federal dos Estados Unidos de Gerenciamento de Emergências, o serviço de Prevenção de Desastres de Tóquio e a Organização Mundial de Saúde estão entre os participantes.

Utilidade na rede já é aprovada

O programa de alertas começa um ano após o Twitter ter exibido seu potencial durante o furacão Sandy, quando os moradores presos na costa leste dos EUA relataram o progresso da tempestade e procuraram ajuda na plataforma móvel.

Um serviço de ajuda semelhante desempenhou um papel nos esforços de resgate no Japão após o tsunami de 2011, disse o Twitter. O programa está disponível inicialmente nos Estados Unidos, Japão e Coreia do Sul e será expandido para outros países.

É possível prever o comportamento do consumidor? Documentário motra novas técnicas do neuromarketing

Que tal entender o consumidor além da Comunicação de massa? Tenho tentado trazer insumos teóricos, afim de promover um momento de reflexão para pensarmos o que estamos fazendo e como estamos comunicando no competitivo mercado de produtos. Essa semana, a pesquisa vem através de um filme que mostra técnicas inovadoras na área de neuromarketing.

Esse documentário de 2009 mostra técnicas sofisticadas para investigar o que se passa na parte não consciente do nosso cérebro através da análise de ondas cerebrais. A pergunta que orienta a pesquisa é: “Cidadãos sob a influência?” e discute uma nova técnica de investigação de mercados baseada no estudo dos efeitos que os estímulos publicitários exercem sobre o cérebro humano no intuito de conseguir prever a conduta do consumidor.

Continue a ler É possível prever o comportamento do consumidor? Documentário motra novas técnicas do neuromarketing

Quais os setores de atividade mais ativos no Facebook?

Essa foi uma das últimas tendências que a SocialBakers se propôs a monitorar. A equipe, assim como o mercado e os profissionais da área, estava curiosa para ver quais eram os setores de atividade com as Fan Pages mais ativas do mundo, por assunto. O objetivo era conhecer os setores mais participativos e com mais fãs no Facebook.

Continue a ler Quais os setores de atividade mais ativos no Facebook?

Você sabia que pedir retuítes (ainda) é a melhor maneira de ampliar o alcance da sua mensagem?

E quem diz isso é uma pesquisa da Social Bakers. Apesar de todos os “manuais” de Redes Sociais pregarem o engajamento pelo conteúdo atrativo, os números revelaram que ‘mendigar’ por retuítes ainda é a saída com mais eficácia.

O estudo analisou 350.283 tuítes de 3.792 perfis de marcas no Twitter eles chegaram à conclusão que pedir para retuitar suas mensagens aumenta exponencialmente as chances de outros usuários passarem para frente.

Se você pedir para dar “RT” pode esperar cerca de 73 retweets, em média. Se for“Por favor, retweet” rende 64 compartilhamentos. Para “Por favor RT” ou “Pls RT” já cai para 28.

Tweets sem nenhuma chamada, em média, renderam apenas 2 retweets.