Comunicação Digital nas Eleições: indispensável e decisória

Image

O rumo do marketing em campanhas eleitorais teve uma considerável mudança após o advento das mídias sociais. A eleição do presidente norte-americano Barack Obama e a repercussão no Twitter é um marco para redirecionar olhares para a campanha digital, mas significou muito mais que isso…

Onde estão os eleitores? Atualmente, no Facebook ou em blogs, discutindo propostas políticas, promovendo mobilização social e exercendo a cidadania.

Na internet as pessoas são muito mais vulneráveis a serem politizadas ou tomadas por uma causa social. Pelo menos uma vez na vida você já apoiou uma causa, seja para tapar o buraco da sua rua, para ajudar um animal doente ou mesmo para comentar as propostas de um candidato. De acordo com os pressupostos da comunicação de massa, em meio ao debate público entre pessoas conhecidas, o indivíduo sente-se na obrigação de assumir uma posição de ser contra ou a favor.

E há uma questão muito óbvia para decidir os rumos de qualquer campanha de marketing: é preciso estar no mesmo ambiente em que público alvo está, falando a mesma língua, interagindo de igual para igual.  A hierarquia de poder é o que todos os candidatos tentam eliminar em suas campanhas quando mostram-se seres “comuns e simples”, que compartilham os problemas sociais e, por isso, são as pessoas certas para representar os interesses de uma cidade, estado, país etc.

Uma campanha digital bem feita pode alcançar o ROI (return of investiment – retorno do investimento) pela vitória do candidato assessorado ou, simplesmente, por representar um político à disposição da sociedade. Além da ética e do compromisso em fazer uma campanha que passe credibilidade para os eleitores, o marketing digital pode decidir o resultado nas urnas pelas seguintes motivos:

– Contato com os eleitores: O conceito de web 2.0 é ultrapassado e a premissa de interação é quase que obrigatória para quem quer atuar nesse cenário. Falar ao público de forma direta e identificar os reais problemas são a principal estratégia para pautar propostas a serem feitas pelo candidato.

– Possibilidade de reverter crises: A corrida é árdua e a concorrência está de olho! Nas mídias sociais é possível prever as crises e as críticas a partir do monitoramento, que podem ser utilizados como defesa e reversão de um quadro negativo.

– Retornos precisos: Diferente de pesquisas que possam parecer tendenciosas ao entrevistar os eleitores, as métricas nas redes sociais – quando bem interpretadas – podem simbolizar a real intenção de voto dos eleitores e garantir a aprovação da massa.

– Mobilização social: Engajamento. Esse é um dos pressupostos básicos de uma rede social. Portanto, não há lugar mais propício para promover uma mobilização em torno de uma causa política. Pedir apoio por pedir, como é feito nas propagandas eleitorais gratuitas no rádio e na TV, não garantem a adesão, por não fazerem parte da realidade do eleitor naquele momento. Portanto, estar 24h conectado à rede é um ponto positivo para promover-se em causas para o bem social.

Vale lembrar que a comunicação política exige um trabalho minucioso de monitoramento e interação com o usuário e que, obviamente, é sempre alvo de críticas da oposição. Portanto é essencial estar preparado para lidar com esse cenário e ter cautela para revertê-los assumindo o compromisso ético de salvar a sua campanha.

Se está pronto para encarar o desafio da mobilização social em prol de uma eficiente campanha eleitoral, bom trabalho! Sinta-se privilegiado por fazer parte do marco que transforma a comunicação política a partir do digital.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s