Títulos são definitivos nas Redes Sociais


Falar que as ferramentas de relacionamento com os usuários na internet é hoje a principal fonte para o jornalista dar o furo da informação é chover no molhado. É fato que todos os veículos impressos, online ou mídia eletrônica devem usar (e bem) as redes sociais para compartilhamento de conteúdo. Porém, a discussão que proponho vai um pouco mais além.

Além da interação e da instantaneidade do fluxo de informação, as redes de relacionamento web precisam ser igual (se não mais) atrativas do que os textos postados em veículos. As redes são apenas uma ferramenta para “fisgar” o leitor até a sua página. O caráter exclusivo e a temporalidade impactada pelo verbo podem (e devem) ser abusadas quando se quer comunicar nessas redes.

A qualidade da informação é diretamente proporcional à quantidade de usuários seguidores nas redes. Os títulos nesses canais devem seguir os tradicionais passos do jornalismo, que lidam com exclusividade, números e impacto social para fazer do cotidiano, uma realidade extraordinária.

Portanto, afirmo mais uma vez que a web está longe de ser uma incógnita para os jornalistas, pois ela é apenas mais um meio de propagação dos métodos já conhecidos, adaptado ao relacionamento estratégico com os leitores.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s